domingo, 17 de janeiro de 2010

Gasosa convida-me :)

gasosa convida #31


Uma música ideal


De todas as músicas e estilos e álbuns e artistas e bandas que até hoje me foram dadas a conhecer, não há melodia que me apele tanto aos sentidos como a chuva em Alcântara. Perdão, como a chuva a tamborilar no meu telhado em Alcântara. Porque é a melodia no seu estado mais puro, um compor de poesia que, normalmente, me apanha desprevenida, completamente permeável e livre de filtros.

A chuva a bater, forte, no telhado das minhas águas-furtadas é a derradeira percussão. De forma inconsciente, os meus dedos escorrem pela parede, acompanhando o som grave da chuva que cai por cima de mim. Começo a fazer música, a preencher os silêncios, a entrar no jogo sonoro das gotas.

Percebo, então, que a música ideal existe. Aqui. Na minha cidade ideal. Seja ela imaginada, ou não. Basta-me fechar os olhos e dar um salto.

Em 2007 participei, juntamente com o amigo Naked Lunch, num desafio lançado pela associação Alkantara e pela ZDB. A ideia era partilhar visões sobre o que seria uma Lisboa ideal.

Nunca tendo antes pegado numa câmara de vídeo com um objectivo concreto, meti mãos à obra, escrevi um argumento, sonhei com imagens e “casei” as minhas visões com as visões sonoras do Naked Lunch. A música foi elaborada com base em descrições das cenas, antes mesmo de elas serem filmadas e editadas. Ou seja, houve uma tentativa de recriar determinados ambientes, mas os sons não foram, de facto, "colados" às imagens.

Chamámos à coisa “Sound Is The Place”, com a tónica nos lugares imaginários para onde gostaríamos que o som nos transportasse, e que não existem senão de forma sensorial na nossa mente e corpo. Este é um vídeo sobre uma Lisboa que gostaríamos de ter, sobre a busca de uma tranquilidade na cidade que nos acolhe, quer nela vivamos, quer estejamos de passagem.

E a chuva continua a cair. E a música continua, pura. Poc… poc… plim…




Laura Alves
www.umt1debaixodaponte.blogspot.com | www.difmag.com | www.myspace.com/maizine

2 comentários:

Turma E disse...

Pensei neste artigo a semana inteira. Nunca tinha visto ninguém falar de Lisboa com tanta paixão como tu. Nem nunca um simples video experimental me tinha comovido tanto.

Parabéns, tens aqui uma obra de arte para a posteridade!
Rita

P.S. não ligues ao mail, é a minha única conta google ;)

laura disse...

Rita, muito obrigada pelo teu comentário que, para ser sincera, me emocionou. Obrigada pelas tuas gentis palavras e um grande abraço! :)))