terça-feira, 30 de setembro de 2008

what?!




Após um mês a trabalhar em part-time no on-line de um jornal, ainda não tinha tido razões de queixa. Até hoje. Ao colocar as moedinhas na máquina, aparece-me o seguinte aviso: "Sem café". Mau... É que isto assim não pode ser!!!!!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

looking for light

sábado, 20 de setembro de 2008

adeus


Feio. Urbano. Velho. Ferrugem. Decadente. Abandonado. Sujidade. Um cenário para muitas histórias sem sentido. Foi hoje desmantelado. Um pedaço da minha cidade imaginária que deixa de existir. Com ele morrem personagens errantes.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

mais gatices...

video

terça-feira, 16 de setembro de 2008

psycho-cats

Vendo os textos e fotos que publiquei nos últimos tempos, temo que a minha vida esteja a ficar deveras desinteressante. Gatos e gatos e mais gatos... Confesso que já tive dias em que a minha sanidade mental estava num nível aceitável. Não é o que se passa actualmente, com dois felinos a coabitar num pequeno apartamento que começa a ficar sem espaço para mim. Felizmente, os ataques de ciúmes do "meu mais velho" têm vindo a acalmar, para bem dos meus braços (já houve quem perguntasse, a medo, se eu tinha gatos, com receio de estar a lidar com uma potencial suicida...).


Atenção: gatos a conspirar!

Contudo, vou-me apercebendo que o "meu mais pequeno", que andava tão calminho, começa a adquirir alguns dos hábitos do "irmão": miar de forma desesperada sem razão aparente, saltar-me para cima enquanto durmo e dar-me mordidelas no pescoço, na cara ou onde calhar, percorrer a casa atrás de mim para onde quer que eu vá, deitar-se no bidé a mirar-me quando estou na casa-de-banho, saltar para cima das mesas, cómodas e móveis similares deitando praticamente tudo para o chão...
Como se não bastasse a acção individual de cada um, tenho cá um pressentimento que os dois felinos andam a congeminar uma qualquer conspiração para me tramar. Há pouco fui tomar banho e, no fim, ao correr a cortina da banheira, deparei-me com os dois gatos a olhar-me fixamente, quais psychos de bigodes: um sentado no tapete, muito direito, e o outro extremamente confortável na "minha" toalha, dentro do lavatório. Cheira-me a tramóia...

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

namoro

terça-feira, 9 de setembro de 2008

vai fazer "ronron" a outra!

Quando alguém visita o meu T1 debaixo da ponte pela primeira vez, a reacção é uma das seguintes: "Ah, a tua casa é tão gira! É mesmo a tua cara...", "Ena, tanta cor nas paredes! Não te cansas?", "Porque é que não compraste uma casa maior?".
Que a casa é gira e tem tudo a ver comigo, já eu sabia, ou não seria a minha casa... A resposta à ultima pergunta fica dada fazendo o rácio entre o meu rendimento e o preço das casas em Lisboa.


Quanto à questão da cor... As paredes coloridas são muito giras e tal, mas não se trata apenas de estética. Assumindo que o design tem uma vertente funcional - digo eu, armada em "designer de trazer por casa" - as paredes laranja, verdes e azuis possuem uma função deveras importante quando se habita com dois gatos: disfarçar as patadas!
Das duas, uma... Ou os bichanos começam a usar meias de cada vez que vão passear ao telhado, ou então, resta resignar-me e dar uma demão de tinta branca nas paredes onde o detergente já não produz grandes resultados. Escolhendo a segunda opção, tenho cá um pressentimento que um dos miaus vai fazer de trincha...

domingo, 7 de setembro de 2008

ponto G

É muito difícil trabalhar em casa com ele por perto. Está no congelador, sabe a morango e nata e, por mais que me tente concentrar, hoje já me lambuzei três vezes.

sábado, 6 de setembro de 2008

blister in the night



O silêncio não me deixa dormir. Nas ruas molhadas em surdina repousam os meus sonhos lívidos.