quinta-feira, 2 de outubro de 2008

auto-promoção


Ora aí está ele. O "parto" foi difícil, mas o meu rebento nasceu saudável e cheio de vontade de ser lido. Em breve, nas livrarias. A "mãe" está orgulhosa e babada...

"Não Quero Ser Mãe - Quando As Mulheres Decidem Não Ter Filhos"
Laura Alves
Editora Livros de Seda

26 comentários:

Astor disse...

:D

parabéns!

para quando o lançamento? :P

laura disse...

Ainda está a ser tratado, mas está-se a apontar para dia 23. A seu tempo enviarei o convite. :)

António Pires disse...

Muitos parabéns :))

laura disse...

Obrigada! :D

I. disse...

Em primeiro lugar: parabéns!

Em segundo lugar: onde se pode encontrar à venda? Gostava muito de o ler, é um assunto que me interessa mesmo muito (quem sabe me entrevistas para o volume 2 ;P)

laura disse...

l: Obrigada! O livro estará à venda em vários locais, mas na Fnac e nas livrarias Bertrand estará de certeza. :) Quanto ao vol. 2... Para já, estou a descansar deste! ;)

n. disse...

Muitos parabéns!!! Irei adquirir, mal esteja disponível!

laura disse...

n.: muito obrigada! :) Podes sempre oferecer como prenda de Natal às tuas amigas, eheheheh.
De qualquer forma, recomendo a leitura mesmo aos homens. Modéstia à parte e puxando a brasa à minha sardinha, acho que é de leitura fácil, mas não é facilitista, pois aborda várias questões sociais, políticas, culturais e históricas. :)

n. disse...

Laura, concordo que é de leitura "obrigatória", também para os homens, quanto mais não fosse pelo facto de a decisão de (uma mulher) não ter filhos ter, geralmente, repercussões num determinado homem… parece-me ser, realmente, um assunto bastante importante e actual. Também por isso, estás de parabéns!

NL disse...

Muitos parabéns! Vou lê-lo com toda a certeza. É um tema pertinente talvez até mais do que focar o lado masculino, sim, porque também há homens que não querem nada com a paternidade.

PedraNoCharco disse...

Parabens!!!!! Finalmente vou poder dizer que conhço uma escritora e ....ser verdade :-)

laura disse...

nl: Obrigada! E sim, claro que há homens que não querem nada com a paternidade, mas a esses a sociedade vai desculpando. Espero que leias e depois me dês a tua opinião. :))
Abraço.

pedro: :)))) Escritora, ainda não. Autora, vá... :)) Obrigada! Abraço.

Teresinha R. disse...

Parabéns Laura.

Espero que seja o primeiro de muitos livros, cheios de relatos que mexem com "questões sociais, políticas, culturais e históricas" como tu gostas ;)

Vou comprar certamente. Avisa mal esteja nas bancas...

laura disse...

Teresinha, obrigada! :))) Claro que aviso. Aliás, assim que tiver a data do lançamento completamente confirmada, envio convite. :)

MPR disse...

14 comentários? Foda-se olha que porra não te dou os parabéns, até porque já tos dei ao vivo... o décimo quinto... humpf, havia de ser bonito!

laura disse...

MPR, não sei se reparaste, mas metade destes comentários são meus, ehehehe. bjs

purita disse...

com que então a menina é dessas...:)

depois avise do lançamento!

laura disse...

Purita: Não matemos o mensageiro... Escrever sobre não significa que também... :)
Avisarei, com certeza. bjs

saxontheroad disse...

Yooooooo parabéns, depois avisa quando fôr o lançamento que é para a malta ir comprar o livro e sacar um autógrafozito!!!

de.puta.madre disse...

Os filhos morrem, morrem sempre!
Essa tb é uma razão para não ter filhos, essas mortes que crescem colocadas pelas mãos das mães.

laura disse...

jazz on the road: obrigada. :) Avisarei, sim.

de.puta.madre: Bom, antes de mais, agradeço a visita. Alerto, porém, que o livro não se trata de um panfleto ou de qualquer tipo de apologia da não-maternidade. Explora, sim, as motivações individuais de determinadas pessoas para não serem mães, nomeadamente, a ausência de instinto maternal ou de qualquer espécie de "relógio biológico". É bom que haja quem queira ter filhos e os saiba educar e amar. Mas também é bom que quem deseja seguir outro caminho não seja recriminado por isso. basicamente, este livro fala de tolerância, sem julgamentos de qualquer espécie. Assim sendo, as suas razões pessoais serão também dignas de serem respeitadas. Contudo, neste livro não se fala de morte, mas sim de ter uma vida melhor e mais realizada. Abraço.

disparosacidentais disse...

muitos muitos parabéns laura.

laura disse...

disparos: obrigada! :))

Piloto Automatico disse...

Ena, grand'a festa pá, boa! Parabéns!
Vais pagar um copo! ...ai não, espéra, foste tu que pagaste da última vez. Ops...
Bjs
F

Escabroso disse...

Que fixe vir a ouvir-te a caminho de casa.

Parabéns.

Cheers,

*

laura disse...

Obrigada!! :)))))